Índícios e retórica apontam à Rússia a destruição da barragem de Kolkhovka

Sasha Vakulina apresenta o mapa de operações na guerra da Ucrânia
Sasha Vakulina apresenta o mapa de operações na guerra da Ucrânia Direitos de autor Euronews
De  Oleksandra Vakulina
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sasha Vakulina apresenta-nos o mapa das operações da guerra na Ucrânia

PUBLICIDADE

A responsabilidade pela destruição parcial da barragem de Kakhovka, na região ucraniana de Kherson, controlada pelas forças russas, está ainda por apurar.

Ambas as partes acusam-se mutuamente, mas os indícios, a argumentação e a retórica sugerem ao Instituto para o Estudo da Guerra (IEG) que terão sido as forças afetas ao Kremlin a terem deliberadamente danificado a estrutura e a provocar a inundação das regiões mais baixas do rio Dnipro.

A enxurrada de água provocada pela rutura na barragem terá prejudicado algumas das posições que as forças ucranianas estariam a ocupar para lançar a anunciada contraofensiva à invasão russa, pelo menos é o que sugerem imagens geolocalizadas analisadas pelo IEG.

A jornalista Sasha Vakulina apresenta no vídeo acima as últimas movimentações registadas na linha da frente da invasão russa na Ucrânia e os argumentos sobre o que terá acontecido na barragem de Kakhovka.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aos 79 anos, Olga despede-se da sua casa destruída por um ataque aéreo russo

Rússia mantém vaga de bombardeamentos sobre leste da Ucrânia

Rússia declara correspondente da BBC de “agente estrangeiro”