Delegação de líderes africanos reúne-se com Vladimir Putin

Delegação de dirigentes africanos esteve em São Petersburgo.
Delegação de dirigentes africanos esteve em São Petersburgo. Direitos de autor Pavel Bednyakov/Photo host Agency RIA Novosti
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente sul-africano disse, a par dos outros dirigentes, esperar "que esta guerra chegue ao fim."

PUBLICIDADE

"Esperamos que esta guerra chegue ao fim.” Foi este o apelo que o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, deixou ao homólogo russo Vladimir Putin.

Depois de Kiev, a delegação de dirigentes africanos esteve este sábado em São Petersburgo para conversações sobre uma possível mediação africana da guerra na Ucrânia.

De Putin ouviram a palavras de que a Rússia não desistiu das negociações para encontrar uma solução pacífica para o conflito.

"Saudamos a postura equilibrada dos amigos africanos sobre a crise na Ucrânia. Caros amigos, agradecemos o vosso interesse em encontrar uma solução para o conflito. Respondemos positivamente, de forma imediata, à vossa proposta de manter conversações sobre a questão ucraniana”, sublinhou Putin.

O presidente sul-africano chegou à Rússia depois de encontrar o presidente ucraniano em Kiev, no decurso de uma visita com a delegação de dirigentes africanos.

De Volodymyr Zelenskyy recebeu a rejeição de qualquer compromisso com Moscovo, que no seu entender pretende "enganar o mundo."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diplomatas estrangeiros na Rússia prestam homenagem às vítimas do Crocus City Hall

Rússia detém homem do Quirguistão suspeito de estar envolvido no último ataque a Moscovo

Suspeitos do ataque de Moscovo acusados e apresentados à imprensa com sinais de violência