EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

França vai lançar campanha de vacinação das aves de capoeira

Aumentam os casos de gripe das aves em França
Aumentam os casos de gripe das aves em França Direitos de autor Bob Edme/Copyright 2017 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Bob Edme/Copyright 2017 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Em maio, a gripe das aves foi identificada em vários departamentos do sudoeste francês.

PUBLICIDADE

Nos últimos meses, a gripe das aves voltou a ser notícia e motivo de alerta. O vírus H5N1 provocou a morte de milhões de aves e - em menor escala - o contágio de mamíferos, incluindo alguns seres humanos. Certas regiões do mundo, como a América do Norte e o Sudeste Asiático, foram mais afetadas. Segundo os especialistas, na Europa, neste momento, o risco é baixo.

Richard Peabody, epidemiologista da Organização Mundial da Saúde, explica que se trata de uma situação bastante grave para a população de aves, mas com baixo risco para os humanos. O especialista lembra que "não existe provas de que o vírus da gripe aviária tenha a capacidade de se transmitir de pessoa para pessoa".

Até agora o número de infeções humanas é baixo e afeta sobretudo pessoas que estiveram em contacto próximo com aves de capoeira infetadas.

"Para o público em geral, trata-se simplesmente de ser sensato e não tocar em aves mortas ou moribundas. Mas, mais importante ainda, para as pessoas que trabalham na indústria avícola, há recomendações sobre o que os trabalhadores devem fazer em termos de proteção, utilização de equipamento e monitorização da sua saúde", destaca Peabody.

A vacinação contra a gripe sazonal pode ter um impacto positivo. Pode reduzir o risco para as pessoas em contacto próximo com as aves de capoeira da chamada recombinação viral: quando o vírus da gripe sazonal se combina com o vírus da gripe aviária.

Não há provas da transmissão entre humanos

A gripe das aves é uma doença infecciosa aguda das aves domésticas e selvagens que foi descoberta há mais de 140 anos. A doença é caracterizada por lesões nos órgãos digestivos e respiratórios das aves e tem uma elevada taxa de mortalidade. Pode ser transmitida dos animais para os seres humanos de duas formas principais: diretamente das aves ou do ambiente contaminado, ou através de um hospedeiro intermediário, como um porco.

São necessários testes laboratoriais para diagnosticar a infeção humana e, até agora, não há provas que sugiram que a gripe das aves possa sofrer uma mutação para uma forma que possa ser transmitida de pessoa para pessoa.

França vai lançar campanha de vacinação das aves de capoeira

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças considera que o risco de transmissão ao público em geral é "muito baixo". No entanto, o Reino Unido detetou dois casos do vírus em trabalhadores do setor avícola, e a França vai lançar uma campanha de prevenção para vacinar as aves de capoeira.

A vacinação deverá ter início em outubro. Os agricultores pediram para começar mais cedo mas as autoridades francesas declararam que era necessário tempo para garantir a segurança dos testes, da produção e do armazenamento das vacinas.

Duas vacinas testadas em França já demonstraram ser altamente eficazes para os patos criados para a produção de "foie gras". E esta é uma boa notícia para o setor que sobreviveu a uma grave crise. Entre 1 de agosto de 2022 e 7 de junho de 2023, foram identificados 400 focos de gripe aviária em aves em França, de acordo com o Ministério da Agricultura.

Em maio de 2023, o vírus foi notificado nos departamentos de Gers, Landes e Pyrenées-Atlantiques, no sudoeste de França.

No total, 85 explorações foram infetadas. Segundo o Ministro da Agricultura francês, o pico de incidência já passou. O risco de propagação do vírus foi reduzido de "elevado" para "moderado".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Gripe das Aves encerra Jardim Zoológico de Berlim

Surto de gripe das aves causa desastre de vida selvagem em Israel

Gripe das aves em França