EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Há dúvidas sobre o paradeiro do líder do Grupo Wagner

O líder do grupo Wagner e os seus homens foram aplaudidos quando abandonaram Rostov-on-Don
O líder do grupo Wagner e os seus homens foram aplaudidos quando abandonaram Rostov-on-Don Direitos de autor AP/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor AP/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Não é claro se o líder do grupo de mercenários já está na Bielorrússia, para onde foi autorizado a ir depois de ter suspendido a rebelião na Rússia.

PUBLICIDADE

O líder do grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, e os seus homens foram aplaudidos quando abandonaram Rostov-on-Don na noite passada. A normalidade voltou à cidade russa este domingo.

O Kremlin anunciou um acordo que permitiria a Prigozhin mudar-se para a Bielorrússia e não ser processado depois de ter suspendido a rebelião contra o comando militar russo. Mas não é claro se Prigozhin está lá.

"O facto de ele ter ido para a Bielorrússia é motivo de preocupação... Porque se foi para a Bielorrússia e manteve uma força de combate eficaz ao seu redor, representa uma ameaça novamente para o flanco ucraniano mais próximo de Kiev, onde tudo começou em 24 de fevereiro passado ano", afirmou Richard Dannatt, ex-chefe do Estado-Maior britânico.

Este domingo, as autoridades locais anunciaram que os mercenários do grupo Wagner também se retiraram de Voronezh e de Lipstek, onde haviam entrado durante a marcha rebelde rumo à capital.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"

Putin substitui ministro da Defesa. Shoigu será secretário no Conselho de Segurança da Rússia

Putin reconduz Mishustin no cargo de primeiro-ministro da Rússia