EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Marcha por justiça em Melilla

Manifestante com faixa "Ninguém é ilegal"
Manifestante com faixa "Ninguém é ilegal" Direitos de autor JESUS BLASCO DE AVELLANEDA/AFP or licensors
Direitos de autor JESUS BLASCO DE AVELLANEDA/AFP or licensors
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais de 70 pessoas continuam desaparecidas

PUBLICIDADE

Centenas de manifestantes reuniram-se no enclave espanhol de Melilla, na fronteira com Marrocos, para assinalar o primeiro aniversário da tentativa de entrada no território por parte de migrantes, na qual morreram pelo menos 23 pessoas.

Os manifestantes queixam-se da falta de respostas sobre o número de pessoas falecidas, quando há ainda mais de 70 desaparecidos. Pedem justiça e uma investigação ao sucedido.

O governo marroquino afirma que alguns migrantes morreram depois de caírem das vedações, enquanto outros sufocaram quando as pessoas entraram em pânico e se iniciou uma debandada.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novo naufrágio perto de Tenerife faz pelo menos 5 mortos. 68 migrantes foram resgatados com vida

Felipe VI de Espanha celebra dez anos de reinado

Espanha: Sánchez quer que a comunidade internacional "exerça mais pressão" sobre Israel