EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Kevin Spacey começa a ser julgado em Londres por abuso sexual

Kevin Spacey chegou ao tribunal duas horas antes do início da audiência
Kevin Spacey chegou ao tribunal duas horas antes do início da audiência Direitos de autor Frank Augstein/AP
Direitos de autor Frank Augstein/AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O ator responde a 12 acusações de abuso sexual e declara-se inocente

PUBLICIDADE

Kevin Spacey enfrenta acusações de agressão sexual, violação e atentado ao pudor em tribunal. Um total de 12 acusações que começaram a ser julgadas esta quarta-feira em Londres.

A primeira manhã da audiência, no Southwark Crown Court, no sul da capital britânica, foi dedicada à seleção do júri e à resolução de pormenores processuais. O juiz também detalhou o teor das 12 acusações contra o ator norte-americano.

A acusação terá a palavra na sexta-feira de manhã e o julgamento deverá durar um mês.

Os factos terão ocorrido entre 2001 e 2013, período em que o ator norte-americano vivia em Londres, onde foi diretor do Old Vic, um dos mais importants teatros da capital britânica.

As quatro vítimas permanecem anónimas ao abrigo da lei.

"Há gente disposta a contratar-me assim que eu for ilibado"

Kevin Spacey declarou-se inocente de todas as acusações de que é alvo em várias audiências preliminares, nas quais compareceu pessoalmente ou por videoconferência.

Quando foi dada luz verde à acusação, o ator disse estar "desiludido", mas anunciou a intenção de comparecer perante os tribunais britânicos para "provar a inocência".

"Neste momento, muitas pessoas têm medo de serem marginalizadas se me apoiarem", disse o ator recentemente, numa entrevista ao Zeit, um meio de comunicação social alemão, antes do seu julgamento.

"Mas sei que há gente que está disposta a contratar-me assim que eu for ilibado das acusações em Londres", acrescentou.

No ano passado, nos Estados Unidos, o ator foi absolvido em outros dois processos de abuso sexual desencadeados no âmbito do movimento #MeToo.

Spacey era em 2017 protagonista da premiada série "House of Cards". Na sequência das primeiras acusações, foi retirado da temporada final.

O ator voltou recentemente a ter trabalho, aparecendo em 2022 no filme do realizador italiano Franco Nero "The Man Who Drew God", e interpretando o falecido presidente croata Franjo Tudjman no filme biográfico "Once Upon a Time in Croatia".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Hunter Biden, filho de Joe Biden, condenado em julgamento por três crimes de posse de arma

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal

Andrew Tate vai a julgamento na Roménia por violação e tráfico de seres humanos