EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Visita surpresa de Presidente sul-coreano traz novos apoios a Kiev

Coreia do Sul reforça laços com a Ucrânia
Coreia do Sul reforça laços com a Ucrânia Direitos de autor Jae C. Hong/The AP
Direitos de autor Jae C. Hong/The AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Seul promete 150 milhões de dólares em ajuda humanitária e militar, mantendo-se fiel à política de não enviar armas letais para zonas de conflito

PUBLICIDADE

A Coreia do Sul prometeu mais 150 milhões de dólares em apoio à Ucrânia. Em visita surpresa a Kiev, o Presidente sul-coreano Yoon Suk Yeol reforçou o compromisso de ajuda humanitária e fornecimento de equipamento militar não letal, indo além dos capacetes e coletes à prova de bala já fornecidos por Seul.

Volodymyr Zelenskyy agradeceu a ajuda:

"Posso afirmar com satisfação que já está a ser aplicado um acordo sobre a transferência de veículos e equipamentos especiais, incluindo veículos de desminagem. Isto ajuda-nos a salvar vidas."

Nona maior exportadora de armas mundial, a Coreia do Sul mantém-se assim fiel à política de não enviar armas letais para zonas de conflito.

Este sábado ficou ainda marcado pela chegada dos paramilitares do grupo Wagner à Bielorrússia, informação avançada pelos serviços fronteiriços ucranianos.

O número de mercenários não foi revelado mas uma informação não confirmada dava conta de uma coluna militar de 60 veículos.

O paradeiro de Yevgeny Prigojin, líder do grupo, continua desconhecido.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia reclama mais apoio à contraofensiva e Rússia trava ataque em Sebastopol

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa

Rússia captura aldeia na região de Donetsk