Spotify tem mais utilizadores e menos receitas do que o esperado

Logótipo do Spotify, a plataforma de áudio lider do mercado mundial
Logótipo do Spotify, a plataforma de áudio lider do mercado mundial Direitos de autor Patrick Semansky/Copyright 2018 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Patrick Semansky/Copyright 2018 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A plataforma de áudio líder do mercado mundial, Spotify, anunciou um aumento recorde em utilizadores ativos, no segundo trimestre de 2023 e um aumento de preços já em agosto.

PUBLICIDADE

São agora 551 milhões os utilizadores do Spotify; um crescimento de 27% em relação ao ano anterior que, segundo a plataforma, pode ser explicado em parte pelo forte aumento de novos ouvintes da "Geração Z", a parte da população nascida entre 1997 e 2010.

Apesar da subida do número de utilizadores, o grupo sueco viu o seu prejuízo operacional aumentar consideravelmente de abril a junho devido a custos de restruturação e encargos sociais, entre outros fatores.

As receitas do segundo trimestre ficaram abaixo das estimativas dos analistas.

Seguindo os passos de concorrentes como Apple e Amazon, o grupo anunciou, esta segunda-feira, que vai aumentar em cerca de 20% o preço das assinaturas premium em diversos mercados por todo o mundo.

Em França, o aumento já foi dado a conhecer e tem efeito já no mês de agosto.

As ações da Spotify caíram 6% nas negociações de pré-mercado na terça-feira, depois de a empresa ter divulgado os resultados do segundo trimestre.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Suécia passa a permitir mudança de género a partir dos 16 anos

Tiroteio na Suécia: "Foi ultrapassado novo limite", diz primeiro-ministro

Greta Thunberg e outros ativistas climáticos removidos à força da entrada do Parlamento sueco