EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Rússia regressa à Lua após quase cinco décadas

Luna-25
Luna-25 Direitos de autor HANDOUT/AFP
Direitos de autor HANDOUT/AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O trajeto deverá durar de quatro a cinco dias. A Agência Espacial Europeia recusou colaborar nesta missão

PUBLICIDADE

Se tudo correr como previsto, a Rússia vai enviar, esta sexta-feira, o primeiro módulo à Lua desde 1976. O Luna-25, fabricado exclusivamente com componentes russos, dirige-se ao Polo Sul lunar, onde irá recolher amostras de solo.

O foguetão Soyuz foi montado no cosmódromo de Vostotchny e estima-se que o trajeto dure de quatro a cinco dias, segundo a agência Roscosmos.

Esta missão revela-se crucial para Moscovo, que procura desenvolver projetos espaciais com a China, numa altura em que as parcerias com o Ocidente estão comprometidas, nomeadamente com a Agência Espacial Europeia, que recusou cooperar neste e noutros futuros programas lunares.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin ameaça a Alemanha: Rússia pode fornecer armas para atingir alvos ocidentais

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"

Putin substitui ministro da Defesa. Shoigu será secretário no Conselho de Segurança da Rússia