EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

PSG e Al-Hilal chegam a acordo para a transferência de Neymar por 90 milhões de euros

Futebolista brasileiro Neymar
Futebolista brasileiro Neymar Direitos de autor Yoon Dong-jin/AP
Direitos de autor Yoon Dong-jin/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

Neymar parte do PSG para o Al-Hilal por 90 milhões de euros.

PUBLICIDADE

O Al Hilal, clube da Arábia Saudita, finalizou hoje a transferência por duas épocas do jogador brasileiro Neymar, de 31 anos, segundo o meio de comunicação desportivo saudita Arriyadiyah.

"Oficialmente, o Al Hilal fecha o contrato por duas épocas com o brasileiro Neymar do Paris Saint Germain (PSG)", assinalou o órgão de comunicação desportivo na sua conta da plataforma X, anteriormente conhecida como Twitter.

Até ao momento, o clube saudita não reagiu mas espera-se que faça o anúncio nas próximas horas.

A imprensa não indicou o valor da transferência nem quanto Neymar receberia por temporada, mas, conforme noticiado pelos jornais franceses, todas as partes envolvidas concordaram em fechar o negócio que inclui, além dos cerca de 90 milhões de euros para o PSG, um contrato para o brasileiro pelo qual ele receberia cerca de 100 milhões de euros por ano.

Com estes valores, esta será a transação de venda mais valiosa da história do PSG.

Tanto o treinador, Luis Enrique, como o diretor desportivo, Luis Campos, disseram ao avançado, na semana passada, que não contam com ele para a próxima época.

Com um contrato assinado até 2027, o PSG procurava assegurar a saída, ainda este verão, do brasileiro que saiu do Barcelona, por 222 milhões de euros, em 2017. 

O investimento do clube francês em Neymar, o mais caro da história, não deu os frutos que os franceses desejavam.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Apoio de Neymar a Bolsonaro anima presidenciais brasileiras

Neymar enfrenta julgamento sobre fraude fiscal

TAS reduz castigo de Neymar