EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Enfermeira britânica que matou sete bebés condenada a prisão perpétua

Lucy Letby
Lucy Letby Direitos de autor Elizabeth Cook/AP
Direitos de autor Elizabeth Cook/AP
De  Euronews com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os crimes tornam Lucy Letby na pior assassina em série de bebés no Reino Unido

PUBLICIDADE

Lucy Letby, a enfermeira britânica condenada pelo assassínio de sete recém-nascidos, foi condenada a prisão perpétua sem direito a liberdade condicional.

Uma sentença desta gravidade, sem possibilidade de libertação, é muito rara no direito inglês. A sentença foi proferida no Tribunal da Coroa de Manchester, no norte de Inglaterra, na ausência da jovem de 33 anos, que se recusou a assistir ao julgamento.

O juiz James Goss justificou a sentença tendo em conta a "gravidade excecional" dos crimes.

"Durante este julgamento, negou friamente qualquer responsabilidade pelos seus atos ilícitos e procurou atribuir alguma culpa a outros. Não tem remorsos. Não há fatores atenuantes. Na sua totalidade, os crimes de homicídio e de tentativa de homicídio foram de uma gravidade excecional e a punição justa, de acordo com a lei, exige uma pena perpétua”, afirmou o juiz.

Letby utilizava diversos métodos para causar a morte aos recém-nascidos, como a injeção de ar e de insulina, a provocação de overdose por excesso de leite ou maus tratos físicos.

Os primeiros cinco homicídios ocorreram entre junho e outubro de 2015 e os dois últimos em junho de 2016.

Entretanto, os diretores do hospitalCountess of Chester** foram suspensos e acusados de ignorarem os avisos dos colegas da enfermeira**. 

Os crimes tornam Lucy Letby na pior assassina em série de bebés no Reino Unido.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

William apareceu sem Kate na "Garden Party" de verão do Palácio de Buckingham

Jovem de 13 anos morre após ataque com espada em Londres

Sunak anuncia: voos de deportação do Reino Unido para o Ruanda devem começar dentro de poucos meses