EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ativistas russos lançaram ataque cibernético ao setor bancário da Chéquia

Sede do Banco Nacional da Chéquia
Sede do Banco Nacional da Chéquia Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Todo o setor da banca da Chéquia foi alvo de um ataque cibernético, reivindicado por ativistas russos, no final de agosto.

PUBLICIDADE

O Banco Nacional Checo, que gere a taxa de câmbio da coroa checa e administra as finanças do Estado, juntamente com vários outros grandes bancos checos, foi alvo do chamado ataque DDoS (Ataque de negação de serviço distribuído) no final de agosto e princípio de setembro. 

O ataque sobrecarregou os servidores com consultas e colocou-os fora de serviço por algum tempo.

Jan Šitavanc, responsável pela segurança cibernética do Moneta Money Bank explica o que aconteceu: "O ataque foi publicamente reivindicado por um grupo ativista de hackers russo e foi realizado em praticamente todos os principais bancos da Chéquia. Pode-se dizer que foi um ataque setorial - um ataque a um setor específico, a banca, neste caso - e o objetivo era realmente paralisar o setor financeiro."

A Česká spořitelna, a instituição bancária com a maior clientela, também enfrentou um ataque de um grupo de hackers chamado NoName057(16).

O porta-voz do banco,  Jan Hrubý, comenta: "Não foi a primeira vez que o Banco de Poupança e outros bancos enfrentaram este tipo de ataque. Já os enfrentámos no passado, mas no passado os ataques não eram tão claros e reconhecidamente ideológicos."

"Este grupo está realmente a ligar isto ao nosso país (Chéquia) e ao apoio à Ucrânia no conflito com a Rússia", observa Jan Šitavanc

A conferência Cyber Con, que é uma plataforma para conectar os setores estadual, académico e privado, organizada pelo Gabinete Nacional de Segurança Cibernética e da Informação (NUKIB) em Brno, destaca os perigos deste tipo de ataques e oferece orientações claras sobre como combatê-los.

O seu diretor,  Lukáš Kintr, fala do programa: "O programa do terceiro dia do Cyber Con inclui um painel político no qual membros de toda nossa representação política debaterão as questões estratégicas e os desafios que enfrenta hoje a Chéquia no ciberespaço".

"Os ataques cibernéticos não podem ser completamente evitados. O Gabinete Nacional de Segurança Cibernética e de Informação garante que os danos causados por estes ataques sejam os mínimos possível", refere o repórter da Euronews, Jiří Skácel.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A importância da cibersegurança nos Jogos Olímpicos de Paris

Riade reúne líderes mundiais para debater a cibercriminalidade

"Êxodo" de banqueiros de Londres após Brexit