EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Casa dos Horrores" de Marc Dutroux dá lugar a um jardim memorial

Foram os pais das vítimas que encomendaram elemento central do memorial
Foram os pais das vítimas que encomendaram elemento central do memorial Direitos de autor KENZO TRIBOUILLARD/AFP or licensors
Direitos de autor KENZO TRIBOUILLARD/AFP or licensors
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A "Casa dos Horrores" tinha sido demolida para dar lugar a um memorial em honra das vítimas de Marc Dutroux.

PUBLICIDADE

No lugar da "Casa dos Horrores", em Charleroi, na Bélgica, há agora um jardim em memória das vítimas de Marc Dutroux, condenado por ter sequestrado e violado seis meninas e jovens, e de ter matado quatro delas.

O elemento central do memorial foi encomendado pelos pais das vítimas. Trata-se de um fresco em que uma menina segura um papagaio de papel.

"Penso que faz parte da história da Bélgica. Temos a obrigação de não esquecer. Não digo isto por ser minha filha, mas porque é verdade. Quando as pessoas saem às ruas é histórico e raro", afirmou Gino Russo, pai de Mélissa, uma das vítimas de Dutroux.

A "Casa dos Horrores" foi demolida em 2022, com a ideia de criar um memorial.

Marc Dutroux foi detido em agosto de 1996, depois do desaparecimento de duas adolescentes que viriam a ser encontradas vivas na cave de uma das suas casas. Nas semanas seguintes foram descobertos os corpos de duas meninas e de duas adolescentes, noutras propriedades do raptor.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Três feridos em ataque à faca no metro de Lyon

Christiania, em Copenhaga, quer renascer sem haxixe

Reféns em discoteca neerlandesa libertados. Suspeito detido pela polícia