EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Morreu ex-presidente italiano Giorgio Napolitano

Morreu ex-presidente italiano Giorgio Napolitano
Direitos de autor Ronald Zak/AP
Direitos de autor Ronald Zak/AP
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Napolitano, de 98 anos, estava internado há cerca de quatro meses num hospital de Roma

PUBLICIDADE

Giorgio Napolitano, o primeiro ex-comunista a chegar à presidência de Itália, morreu esta sexta-feira, aos 98 anos, informou o palácio presidencial do Quirinal.

Napolitano estava internado num hospital de Roma há cerca de quatro meses.

Foi o primeiro ex-dirigente comunista a chegar à presidência de Itália e o primeiro presidente italiano a ser eleito duas vezes, em 2006 e 2013.

Demitiu-se em 2015 após quase uma década como chefe de Estado. 

Como membro proeminente daquele que foi durante muito tempo o maior partido comunista do Ocidente, Napolitano defendeu posições que frequentemente se afastavam da ortodoxia do partido. Procurou o diálogo com os socialistas italianos e europeus para pôr fim ao isolamento do seu partido e foi um dos primeiros apoiantes da integração europeia.

Numa mensagem, o atual presidente de Itália, Sergio Mattarella, saudou o seu antecessor, afirmando que a vida de Napolitano "espelhava uma grande parte da história" de Itália na segunda metade do século XX.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou uma mensagem de "sentidas condolências" pela morte do antigo chefe de Estado transalpino.

"O antigo chefe de Estado de Itália distinguiu-se como farol de estabilidade, tendo desempenhado um papel crucial em momentos difíceis da política italiana e europeia, guiando-se firmemente pelos valores democráticos", escreve Marcelo Rebelo de Sousa numa nota oficial divulgada na Internet.

Para o chefe de Estado português, Giorgio Napolitano será recordado, "em Portugal e na Europa, como um verdadeiro estadista e um importante europeísta, que dedicou a sua vida à Itália e à Europa".

Partilhe esta notíciaComentários