Arménia adere ao Tribunal Penal Internacional

Arménia adere ao TPI
Arménia adere ao TPI Direitos de autor Hayk Baghdasaryan/PHOTOLURE
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Decisão do parlamento arménio é vista como uma afronta à Rússia

PUBLICIDADE

O parlamento arménio ratificou a adesão ao Tribunal Penal Internacional (TPI), num voto fortemente criticado pela Rússia.

A decisão de ratificar o estatuto de Roma, tratado fundador do TPI, foi aprovada com o voto favorável de 60 deputados e com apenas 22 vozes contra.

A adesão implica a detenção no país de quem for alvo de um mandado de captura internacional, como é o caso de Vladimir Putin, e é vista como uma afronta de Erevan ao Kremlin.

Mas a Arménia considera que a ratificação do estatuto lhe concede "garantias adicionais" de proteção face ao Azerbaijão, depois da recente operação militar azeri para retomar o controlo da região separatista do Nagorno-Karabach. A Arménia acusa o regime de Putin de a ter abandonado face a um rival mais rico e melhor armado.

Partilhe esta notíciaComentários