EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Incêndio numa fábrica de plásticos na Croácia projeta densas nunvens de fumo negro

Bombeiro croata nas operações de combate a incêndio na fábrica de plásticos Drava International, Osijek, Croácia, 4 de outubro de 2023
Bombeiro croata nas operações de combate a incêndio na fábrica de plásticos Drava International, Osijek, Croácia, 4 de outubro de 2023 Direitos de autor Amel Emric/AP
Direitos de autor Amel Emric/AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades da cidade de Osijek, no leste da Croácia, pediram aos residentes para permanecerem em casa e manterem as janelas fechadas, devido a um enorme incêndio numa fábrica de plásticos.

PUBLICIDADE

O incêndio eclodiu na manhã de quarta-feira, no complexo fabril da Drava International, espalhando-se rapidamente e produzindo densas nuvens de fumo espesso e negro.

Os serviços de emergência disseram que grandes quantidades de plásticos armazenados numa área aberta estavam em chamas, dificultando o controlo do incêndio pelos bombeiros.

A televisão estatal HRT informou que os bombeiros conseguiram retirar grandes quantidades de líquido inflamável da zona de incêndio, evitando novos incidentes e que dois bombeiros ficaram levemente feridos.

"A temperatura é inacreditável. O nosso equipamento está derreter", referiu o chefe dos bombeiros.

O incêndio também obrigou ao encerramento de uma estrada, e ao cancelamento das aulas em algumas escolas.

Segundo os media locais, um vento forte alimentou a propagação do fumo poluído. A queima de plásticos liberta gases tóxicos, mas o nível de poluição não foi ainda revelado.

A fábrica Drava International produz embalagens plásticas e outros produtos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Incêndio nos arredores de Atenas obriga a retirar milhares de pessoas

Pelo menos 15 feridos em explosão numa loja na Roménia

Incêndio de grandes dimensões consome depósito de gás na Tailândia