EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Dois turistas israelitas e um guia turístico egípcio mortalmente baleados em Alexandria

Coluna de Pompeu, Alexandria, Egito
Coluna de Pompeu, Alexandria, Egito Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Nara Madeira com AFP, AP
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um polícia abriu fogo e matou três pessoas, dois israelitas e um guia turístico egípcio, num dos mais famosos locais turísticos de Alexandria.

PUBLICIDADE

Dois turistas israelitas foram mortalmente baleados em Alexandria, no Egito, quando desciam de um autocarro de turismo. Um cidadão egípcio, o guia turístico, foi também atingido e morreu. Pelo menos um turísta israelita ficou ferido. 

Um polícia, responsável pela segurança de um local turístico, é o responsável pelos disparos, que ocorreram ao início da manhã. Terá usado a sua arma pessoal. O suspeito foi detido. 

Ao início da tarde de domingo, o Egito - importante mediador nas tensões entre Israel e a Faixa de Gaza - ainda não tinha reagido, oficialmente, ao ataque. O Egipto foi o primeiro país árabe a normalizar relações com Israel, em 1979, ainda que nas ruas o sentimento seja diferente.

A tragédia, que acontece no meio de uma guerra entre Israel e Gaza, ocorreu perto da Coluna de Pompeu, um dos locais turísticos, mais famosos, de Alexandria.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita anunciava, em comunicado, que está a trabalhar para repatriar o resto do grupo de turistas.

Muitos israelitas visitam regularmente o Egipto, nomeadamente durante as festas religiosas judaicas, como o Sukkot, celebrado no início de outubro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Número de mortes dos ataques entre Israel e Gaza ultrapassa já os 1000

Países ocidentais manifestam apoio uníssono a Israel

Conselho Europeu propõe três medidas chave para a guerra Israel-Hamas