EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

União Europeia e EUA reforçam diplomacia no Médio Oriente

ARQUIVO Presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, e Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen,
ARQUIVO Presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, e Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, Direitos de autor Jean-Francois Badias/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Jean-Francois Badias/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidentes da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu deslocaram-se esta sexta-feira a Israel, com escala no "Knesset". EUA procuram apoio de líderes árabes para isolar o Hamas.

PUBLICIDADE

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, a líder do Parlamento Europeu, Roberta Metsola,  deslocaram-se esta sexta-feira a Israel para demonstrar solidariedade com as vítimas dos ataques do Hamas.

"Estamos aqui para expressar a nossa solidariedade ao povo de Israel após os terríveis ataques terroristas do Hamas", escreveu Ursula von der Leyen nas redes sociais.

"O terror não prevalecerá. Como respondemos é importante. Nós podemos - temos - de travar o Hamas. E fazer o que podermos para mitigar as consequências humanitárias", acrescentou Roberta Metsola.

A visita de um dia de Ursula von der Leyen e Roberta Metsola tem prevista uma escala no Knesset, o parlamento israelita, localizado em Jerusalém, a cidade que a União Europeia defende como capital de Israel e da Palestina, mas só quando a solução de dois Estados estiver implementada.

As manifestações de apoio dos líderes europeus a Israel sucedem-se. O ministro italiano dos Negócios Estrangeiros, Antonio Tajani, visitou o sul do país com o homólogo israelita, Eli Cohen, e reuniu-se com famílias dos reféns do grupo fundamentalista islâmico.

EUA procuram isolar Hamas com apoio de países árabes

Também os Estados Unidos se desdobram em ações diplomáticas no Médio Oriente. Após se ter reunido com dirigentes israelitas na quinta-feira, e prometido a Telavive todo o apoio militar, o Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, rumou a Amã, capital da Jordânia, para conversações com o Presidente palestiniano.

Blinken procura o apoio de Mahmoud Abbas, bem como de outros líderes árabes para isolar o Hamas.

Mas o auxílio pode vir a ser dificultado por uma ofensiva terrestre a Gaza. Israel deu 24 horas para a retirada de 1 milhão de pessoas da região, missão que a própria Casa Branca já disse que será uma "tarefa difícil".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cimeira EUA-UE centrada na guerra Israel-Hamas e tarifas aduaneiras

Centenas de pessoas obrigadas a fugir da zona de Muwasi

Tribunal da ONU considera ilegal a ocupação dos territórios palestinianos por Israel