EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Tempestade "Ciarán" deixa 160 mil sem luz em França e "Domingos" ameaça Itália

Carrocel destruído pela tempestade "Domingos" em Rochefort, no sudoeste de França
Carrocel destruído pela tempestade "Domingos" em Rochefort, no sudoeste de França Direitos de autor Philippe LOPEZ / AFP
Direitos de autor Philippe LOPEZ / AFP
De  Francisco Marques
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Itália ainda recupera dos danos da "Ciarán" e já se prepara para novo dilúvio que pode provocar mais cheias. Em Portugal, foram retomadas as buscas por mulher arrastada para o mar em Cascais

PUBLICIDADE

Pelo menos 160 mil pessoas privadas de eletricidade, sobretudo na costa atlântica de França, e 1200 deslocadas de três localidades da Toscana, em Itália.

Tudo devido ao mau tempo que se faz sentir na Europa ocidental desde a semana passada.

Depois da tempestade Ciarán, que provocou quase 20 mortos em sete países, incluindo Portugal, agora é a Domingos a afetar a costa sudoeste de França, onde chegou com ventos a rondar os 150 km/hora, e a ameaçar a Itália, ainda a recuperar dos últimos dias.

A Enedis, a gestora da rede elétrica gaulesa, revelou que quase 160 mil pessoas se mantinham sem eletricidade em casa devido à passagem da Ciarán e um dos seus trabalhadores morreu este sábado à tarde, em Pont-Aven, no Finisterre, quando tentava reparar as ligações e foi vítima de uma eletrocussão.

Na Toscana, a região mais afetada e onde morreram pelo menos sete pessoas, teme-se que os solos não aguentem mais chuva e que se repitam, na Toscana, as cheias da semana passada.

Em Espanha, foi ativado o alerta vermelho para as zonas litorais da Galiza, da Cantábria, de Múrcia e do País Basco, devido à tempestade Domingos, nomeadamente por causa da agitação marítima e das rajadas de vento a 200 km/hora. 

Outras oito comunidades foram colocadas sob aviso laranja, prevendo-se que a Domingos se afaste de Espanha no final deste domingo, rumo ao Mar do Norte.

Ainda assim, pelo menos três pessoas ficaram feridas. Um operário rodoviário foi atingido quando trabalhava pela queda de uma árvore em Soutomaior, Pontevedra, e ficou inconsciente.

Em León, um homem de 47 anos ficou ferido ao ser atingido pelos cabos da iluminação de Natal que foram derrubados pelo vento.

Por último, em Oviedo, uma mulher também foi vítima da queda de uma árvore e ficou ferida.

Em Portugal, o impacto da Domingos deve de ser mais ligeiro que o da Ciarán, que fez pelo menos quatro mortos, mas continua desaparecida uma pessoa, arrastada sexta-feira para o mar perto de Cascais. 

As buscas pela mulher, que será uma colombiana de 29 anos, foram retomadas esta manhã, anunciou a Autoridade Marítima portuguesa, revelando estarem envolvidos elementos da Polícia Marítima e dos Bombeiros Voluntários de Cascais.

Outras fontes • Franceinfo, La Vanguardia, Lusa

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alterações climáticas afetam qualidade do ar e aumentam poluição, alerta OMM

Tempestade Mónica faz pelo menos três mortos no sul de França

Protesto dos agricultores franceses dificulta exportações portuguesas e faz perder milhões por dia