Batalha do Mar Negro: drones e mísseis de longo alcance atacam a frota russa

Sasha Vakulina, Jornalista da Euronews
Sasha Vakulina, Jornalista da Euronews Direitos de autor Euronews
De  Sasha Vakulina
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Rússia diz ter intercetado ataques de drones ucranianos na terça-feira, mas as imagens geolocalizadas com precisão mostram uma embarcação russa danificada.

PUBLICIDADE

O Ministério da Defesa russo informou que as suas forças intercetaram um ataque ucraniano com drones, na terça-feira de manhã, abatendo-os sobre o Mar Negro e a Crimeia anexada.

Mas o Instituto para o Estudo da Guerra (ISW), um grupo de reflexão com sede em Washington, e uma análise divulgada pelo Ministério da Defesa do Reino Unido sugerem que os ataques de longo alcance da Ucrânia estão a ter um impacto significativo na frota russa do Mar Negro.

O ISW diz que as imagens geolocalizadas de 4 de novembro mostram danos no porta-mísseis russo Askold, uma corveta da classe Karakurt lançada apenas em 2021.

Os analistas do Reino Unido dizem que ataques de longo alcance contra a infraestrutura de construção naval russa na Crimeia podem forçar Moscovo a mover as instalações mais para o leste, longe da linha de frente.

A deslocação poderá atrasar a entrega de novos navios e a reparação de quaisquer navios danificados em ação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Camionistas polacos bloqueiam fronteira com a Ucrânia

Oligarcas e minorias são "pedras" no caminho da Ucrânia para aderir à UE

Bombas russas atingem Odessa e Ucrânia investiga a morte de 19 soldados