O drama das casas engolidas pelo mar no leste de Inglaterra

Mulher caminha ao longo dos poucos metros que ainda restam na linha costeira de Anglia Oriental
Mulher caminha ao longo dos poucos metros que ainda restam na linha costeira de Anglia Oriental Direitos de autor Lefteris Pitarakis/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pessoas perdem casas na região da Anglia Oriental, em Inglaterra, por culpa da erosão costeira. Especialistas alertam para que sejam tomadas medidas para que as comunidades costeiras estejam preparadas para o impacto das alterações climáticas

PUBLICIDADE

Ao longo da costa leste de Inglaterra, as casas das pessoas estão a desaparecer, por culpa da erosão costeira. A força implacável do mar tem galgado a falésia a um ritmo acelerado e alarmante.

"Havia aqui outras duas ou três estradas. Era preciso subir e descer as dunas duas ou três vezes para chegar ao mar a partir daqui. E agora desapareceu tudo", relata Yvonne Simpkins, uma residente de Anglia Oriental, do leste de Inglaterra.

Agora o mar está apenas a uns metros de distância. 

Um aumento das vagas de tempestades, intensificado por padrões climáticos cada vez mais erráticos, tem desgastado os penhascos arenosos ao longo da linha costeira.

São metros de terra que são engolidos pelo mar. Agora, as autoridades locais pretendem desmantelar as casas recém-abandonadas pelas pessoas desta aldeia agredida pelo mar.

"São as alterações climáticas em si que vão arrasar não só esta nação, mas muitas outras, e aqueles que forem capazes de sobreviver serão aqueles que se organizaram para isso agora!", diz Malcolm Kerby, outro residente desta região de Inglaterra.

Especialistas em erosão costeira têm alertado autoridades locais e governos para se prepararem para os desafios futuros. 

"Com o tempo, essas tempestades terão um impacto cada vez maior, serão mais extremas de acordo com as mudanças que esperamos com as alterações climáticas, por isso precisamos de estar preparados para esse facto e precisamos de compreender como preparar as comunidades para serem resilientes e resistirem a esse tipo de acontecimentos", avisa Sophie Day, uma especialista em erosão costeira da Universidade de Anglia Oriental.

À medida que as alterações climáticas vão acelerando o fenómeno da erosão, o futuro é cada vez mais incerto também para várias comunidades costeiras em toda a Europa, como é o caso de Portugal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A erosão costeira numa cidade da Bretanha na linha da frente das alterações climáticas

Alterações climáticas aceleram erosão nas costas britânicas

Portugal debate-se com a erosão costeira