Trump vence no arranque das primárias republicanas para a Casa Branca

Trump vence primarias no Iowa
Trump vence primarias no Iowa Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Antigo presidente venceu com grande margem em relação ao segundo classificado, o governador da Florida Ron DeSantis, nas primárias do Estado norte-americano do Iowa

PUBLICIDADE

Donald Trump foi o grande vencedor no arranque das primárias republicanas, que começaram segunda-feira no estado norte-americano do Iowa. A vitória de Trump foi avançada nas projeções da CNN, Fox News e NBC.

Além de Trump, foram a votos o governador da Florida, Ron DeSantis, a antiga governadora da Carolina do Sul e ex-embaixadora nas Nações Unidas, Nikki Haley, o empresário Vivek Ramaswamy e o ex-governador do Arkansas Asa Hutchinson.

Segundo a CNN, DeSantis deverá ficar em segundo lugar, atrás de Trump e pouco à frente da antiga embaixadora da ONU. Em quarto ficou o empresário Vivek Ramaswany, que anunciou entretanto que desistiu da corrida à presidência e vai apoiar Donald Trump.

De acordo com os números mais recentes, Trump recolheu cerca de 56 mil votos e DeSantis, em segundo, conseguiu cerca de 23 mil, logo seguido de Nikki Haley com pouco mais de 21 mil votos. Ramaswamy não conseguiu passar dos cerca de 8,500 votos.

Cerca de 100 mil republicanos votaram nas primárias na segunda-feira, de acordo com o líder dos republicanos no Iowa, Jeff Kaufman. O número de eleitores, segundo as agências internacionais, foi significativamente inferior ao do último ato eleitoral em 2016. O mau tempo que se faz sentir naquele estado, com temperturas negativas, ventos gélidos e queda de neve, poderá ter sido um obstáculo na ida às urnas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vitória de Trump poderia arrefecer relações dos EUA com a UE?

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny