Forças ucranianas recorrem cada vez mais à rádio para obter informações dos inimigos

Forças ucranianas recorrem cada vez mais à rádio para obter informações dos inimigos
Forças ucranianas recorrem cada vez mais à rádio para obter informações dos inimigos Direitos de autor Efrem Lukatsky/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Efrem Lukatsky/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A carência de munições e de pessoal tem levado o exército ucraniano a recorrer cada vez mais à rádio. Através deste meio, as tropas conseguem antecipar ataques, obter informação sobre a chegada de novos veículos ou de novos prisioneiros à linha da frente.

PUBLICIDADE

Ao fim de dois anos de guerra, onde prevalece uma escassez de munições e de pessoal, as forças ucranianas recorrem cada vez mais às interceções de rádio para obter informação.

Através da rádio, o exército ucraniano consegue captar, descodificar e ouvir mensagens das tropas russas, o que tem permitindo, segundo as agências internacionais, salvar inúmeras vidas.

De acordo com Cherkess, alcunha do comandante da unidade de informação Cherkesia Bunnies, “A Rússia tem mais tropas. De qualquer forma, têm mais pessoas ou mais ‘carne’ para avançar. Nós não temos assim tanta gente e precisamos de perceber onde é que os russos vão atacar a seguir porque temos de ter as nossas reservas ali", explica. 

Com esta informação, os soldados ucranianos conseguem antecipar ataques iminentes, o que torna os seus próprios ataques mais mortíferos. Para além disto, as tropas ucranianas conseguem obter informações sobre a chegada de novos veículos e munições, bem como da chegada de novas estações de combustível ou de novos prisioneiros à linha da frente, de acordo com Mikhasss, membro da unidade de informação Cherkesia Bunnies.

O novo chefe do exército ucraniano, o general Oleksandr Syrskyi, sublinhou a importância da guerra eletrónica. O Ministério da Defesa do país aumentou, inclusive, o orçamento para pessoal especializado em tecnologia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataques russos na Ucrânia fazem pelo menos oito mortos

Ucrânia diz ter abatido bombardeiro russo de longo alcance

Pelo menos 13 mortos e 61 feridos em ataque russo à cidade ucraniana de Chernihiv