São Valentim: dia de celebrar o amor com mais ou menos criatividade

Casais posam para a fotografia durante o dia de São valentim em Londres, no Reino Unido
Casais posam para a fotografia durante o dia de São valentim em Londres, no Reino Unido Direitos de autor Kin Cheung/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Kin Cheung/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O dia de São Valentim é comemorado um pouco por todo o mundo e não só por quem está apaixonado. No leste da Europa, o espírito do amor andou pelo ar da Roménia à Bulgária, passando pela Bósnia e Herzegovina, até ao Azerbaijão.

PUBLICIDADE

Aos turistas mais distraídos, Bucareste fez questão de lembrar que esta quarta-feira é dia de São Valentim. Quem chegou ao Aeroporto internacional da capital romena deu logo de caras com uma apresentação sensual feita por estudantes de teatro e dança no átrio principal. 

Estudantes de arte e dança fizeram apresentação sensual no aeroporto de Bucareste
Estudantes de arte e dança fizeram apresentação sensual no aeroporto de BucaresteAP Photo

No centro, foi possível passear por um mercado decorado a rigor e eternizar o momento com uma selfie a um de inúmeros vários corações gigantes.

Casal celebra dia de São Valentim em mercado de Bucareste
Casal celebra dia de São Valentim em mercado de BucaresteAP Photo

No Azerbaijão, onde a população é maioritariamente muçulmana, o dia é comemorado acima de tudo pelas gerações mais jovens e, em particular, na capital Baku.

Dia de São Valentim em Baku
Dia de São Valentim em BakuAP Photo

O Islão também predomina na Bósnia e Herzegovina, onde o dia de São Valentim continua a ganhar popularidade. Sarajevo e Banja Luka encheram-se de símbolos românticos. 

Sarajevo e Banja Luka, na Bósnia e Herzegovina, encheram-se de símbolos românticos
Sarajevo e Banja Luka, na Bósnia e Herzegovina, encheram-se de símbolos românticosAP Photo

Da Bulgária vem uma história que mostra que o amor pode ser eterno. No parque Bachinovo, em Blagoevgrad, um cisne fêmea chora a morte do parceiro que se afogou debaixo do gelo que cobria o lago. O responsável do parque, que não conseguiu salvar o animal, diz que o cisne continua à procura do companheiro no próprio reflexo estampado no vidro de uma janela.  

Cisne fêmea num parque de Blagoevgrad, na Bulgária
Cisne fêmea num parque de Blagoevgrad, na BulgáriaAP Photo
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mansão do rei Carlos III na Roménia reabriu ao público

Roménia proíbe as salas de jogo nas pequenas cidades e aldeias

Partidos de direita da Roménia juntam esforços para campanha às europeias