Conflito na Ucrânia já fez 14 milhões de deslocados, segundo a ONU

Mural em Kiev homenageando herói da guerra
Mural em Kiev homenageando herói da guerra Direitos de autor Efrem Lukatsky/AP
Direitos de autor Efrem Lukatsky/AP
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Desses, 4,7 milhões já regressaram a casa. Dos restantes, 6,5 milhões vivem fora do país como refugiados e 3,7 milhões estão deslocados no interior da Ucrânia.

PUBLICIDADE

Mais de 14 milhões de ucranianos foram obrigados a fugir de casa e procurar refúgio noutro local, dentro ou fora do país, desde que começou a invasão em larga escala do país, por parte da Rússia, há dois anos. Os números são das Nações Unidas, mais precisamente do Alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, Volker Turk, que referiu o "terrível custo humano" do conflito.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM), cerca de 6,5 milhões de ucranianos vivem atualmente fora do país como refugiados. Estima-se que 3,7 milhões de pessoas estejam ainda deslocadas no interior da Ucrânia.

Embora quase um terço da população da Ucrânia tenha fugido de casa em algum momento durante a guerra, a agência diz que mais de 4,5 milhões de pessoas voltaram para casa até o momento, vindas do exterior ou deslocadas dentro do país. 

A OIM diz que apoiou já 6,5 milhões de pessoas na Ucrânia e em 11 países da Europa Oriental que estavam a acolher refugiados e que, apesar disso, as necessidades continuam a aumentar e ultrapassam os recursos. Segundo a OIM, cerca de 14,6 milhões de pessoas vão continuar a necessitar de alguma forma de assistência humanitária em 2024, como consequência deste conflito.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra na Ucrânia: Kiev derruba um A-50, Moscovo ataca Odessa

Campanhas de recrutamento não funcionam na Ucrânia

Pentágono promete envio imediato de armas à Ucrânia, se financiamento for aprovado