Sérvia: cidadã russa é declarada ameaça nacional

Cidadã russa é declarada ameaça nacional na Sérvia
Cidadã russa é declarada ameaça nacional na Sérvia Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Há dois anos, Elena Koposova assinou uma carta aberta contra a invasão da Ucrânia.

PUBLICIDADE

Quando Elena Koposova, uma cidadã russa a viver na Sérvia, assinou uma carta aberta contra a invasão da Ucrânia, não esperava as consequências.

"Não sou ativista, mas assinei uma carta contra a guerra, em fevereiro de 2022, quando (...) a agressão russa à Ucrânia começou. Não podia ficar calada, por isso escrevi o meu nome na carta aberta, onde se dizia que a guerra é um crime e que temos de nos unir todos para travá-la", explica Elena.

Passaram dois anos, e agora Elena enfrenta uma batalha legal contra uma ordem de expulsão, depois de ter sido declarada uma ameaça para a segurança nacional da Sérvia e de lhe ter sido revogada a autorização de residência. As acusações deixam-na incrédula e apreensiva, porque não tem para onde ir.

"Não podemos ir para a Rússia. (...) Não posso pedir nenhum visto para entrar na maior parte dos países do mundo, só posso ir a países que permitem a visita de cidadãos russos sem visto", lamenta.

Os ativistas que acompanham o caso afirmam que Belgrado e Moscovo são politicamente muito próximos e que ambos os governos têm medo de revoluções.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Detidos na Polónia dois suspeitos de ataque a aliado de Navalny na Lituânia

Zelenskyy promulga lei controversa para mobilizar mais militares para a guerra

Forças russas matam dois suspeitos de planearem ataques terroristas