Funeral de Alexei Navalny acontece esta sexta-feira

Funeral de Alexei Navalny acontece esta sexta-feira
Funeral de Alexei Navalny acontece esta sexta-feira Direitos de autor AP/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A cerimónia vai realizar-se numa igreja em Maryno, no sudoeste de Moscovo, onde Alexei Navalny vivia.

PUBLICIDADE

O funeral de Alexei Navalny, o opositor russo que morreu a 16 de fevereiro numa prisão do Ártico, está marcado para esta sexta-feira. A cerimónia vai ter lugar na igreja do Ícone da Mãe de Deus, em Maryino.

As autoridades estão a preparar a igreja onde se vai realizar a cerimónia, bem como o cemitério, e a isolar a área com vedações metálicas portáteis. Nas portas da igreja encontram-se anúncios que proíbem a captação de fotografias e vídeos, e que alertam para uma câmara de vigilância instalada em cima do altar, segundo as agências internacionais.

A antiga secretária de imprensa e assistente de Navalny, Kira Yarmysh, publicou um vídeo nas redes sociais onde pede à população russa para estar presente no funeral do político, sem mencionar o local onde este será sepultado, a porta-voz acrescenta que a cerimónia será transmitida ao vivo, através do Youtube. 

Os jornalistas da Associated Press testemunharam a inquirição de pessoas que gostariam de assistir ao funeral, mas que têm medo de o fazer.

A igreja onde se realizará a cerimónia de despedida de Navaly situa-se a sudoeste de Moscovo, onde o opositor russo vivia. Já o cemitério localiza-se um pouco mais a sul, do outro lado do rio Moscovo, o que constitui um desafio para o processo de transporte do corpo. Segundo Leonid Volkov, antigo chefe do gabinete de campanha de Navalny, citado pelas agências internacionais, é “impossível” encontrar um carro funerário para transportar o corpo da morgue para a igreja, uma vez que as agências funerárias se recusam a prestar o serviço com medo de represálias.

O corpo do dissidente russo apenas foi entregue à mãe no último sábado, mais de uma semana após a sua morte. Ao longo dos dias em que o corpo de Navalny esteve retido pelas autoridades russas, Lyudmila Navalnaya disse ter sido alvo de chantagem por parte das autoridades, que terão exigido um enterro sem cerimónias públicas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Viúva de Navalny pede investigação das ligações financeiras de Putin ao Ocidente

Funeral de Navalny realiza-se na sexta-feira em Moscovo

Navalny foi morto porque seria libertado em acordo de troca de prisioneiros, diz aliada do opositor