O dia seguinte às eleições. Como reagiram os portugueses aos resultados?

A noite eleitoral foi de muitos nervos para os portugueses com os partidos do arco da governação a disputarem os votos taco a taco
A noite eleitoral foi de muitos nervos para os portugueses com os partidos do arco da governação a disputarem os votos taco a taco Direitos de autor Joao Henriques/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Joana Mourão Carvalho
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Portugueses manifestam alguma preocupação com a estabilidade política do país e receiam novas eleições daqui a um ano.

PUBLICIDADE

O Parlamento português virou à direita nas eleições de domingo à semelhança de outros países europeus.

O resultado tangencial da Aliança Democrática e a ascensão do Chega indiciam à partida um obstáculo à governação. 

Luís Montenegro deverá ser indigitado primeiro-ministro, mas o caminho é estreito, pois mesmo que consiga fazer passar o programa de governo na Assembleia da República, precisará do voto a favor do partido de André Ventura para aprovar o primeiro Orçamento de Estado, que deverá ser apresentado em outubro.

Nas ruas de Lisboa, a Euronews falou com alguns portugueses que parecem preocupados com a estabilidade do país. A maioria não antevê que dos resultados destas legislativas saia uma solução de governo de longo prazo e aguardam com alguma expectativa para saber que peso terá o Chega no rumo do país. 

Ainda assim, esperam não ter de ir a votos novamente daqui a um ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Portugal reforça expansão da extrema-direita na paisagem da UE

AD ganha com vantagem mínima para o PS. Chega é o grande vencedor da noite

AD vence eleições segundo projeção da Universidade Católica