Autoridades belgas apreendem 12 milhões de cigarros em fábrica ilegal

Rolos de tabaco
Rolos de tabaco Direitos de autor Matt Rourke/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Entre os nove detidos, um é português e os restantes oito são ucranianos. Fábrica ilegal em Charleroi produziu 100 milhões de cigarros desde 10 de fevereiro. Lucro rondaria os 50 milhões de euros.

PUBLICIDADE

As autoridades aduaneiras belgas apreenderam 12 milhões de cigarros numa fábrica clandestina que funcionava num armazém do bairro de Gilly, em Charleroi.

Desde 10 de fevereiro, foram produzidos mais de 100 milhões de cigarros, provavelmente destinados ao mercado inglês, tendo em conta as embalagens encontradas.

"É enorme. 100 milhões de cigarros em dois meses é gigantesco.", declarou Michaël Moustier, chefe da equipa de investigação das autoridades aduaneiras belgas.

"Representa muito dinheiro, sim. Se considerarmos apenas os direitos perdidos, 47 milhões de euros. Mas também podemos contar com cerca de 50 milhões de euros provenientes da revenda de cigarros.", acrescentou.

Há um português entre os nove detidos

Nesta operação, foram detidos nove trabalhadores, um deles de nacionalidade portuguesa, sendo que os oito restantes têm nacionalidade ucraniana.  

Os trabalhadores tinham quartos, uma área de cozinha e instalações desportivas. As máquinas trabalhavam dia e noite. 

Em 2023, a Bélgica apreendeu mais de 345 milhões de cigarros, mais de 137 toneladas de tabaco para fumar e mais de 16 toneladas de tabaco em bruto.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Portugal prepara nova lei anti-tabaco

Interpol e Guardia Civil desmantelam fábrica ilegal de tabaco

Desmantelado negócio milionário de contrafação de tabaco