EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Morreu o agente da polícia ferido num esfaqueamento em Mannheim, na Alemanha

Agentes da polícia alemã homenageiam um colega em Mannheim, Alemanha, depois de saberem que um agente da polícia, esfaqueado há dois dias, morreu no domingo, 2 de junho de 2024.
Agentes da polícia alemã homenageiam um colega em Mannheim, Alemanha, depois de saberem que um agente da polícia, esfaqueado há dois dias, morreu no domingo, 2 de junho de 2024. Direitos de autor Michael Probst/AP
Direitos de autor Michael Probst/AP
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

O ataque ocorreu durante um evento da Pax Europa, organização que diz querer informar sobre os perigos colocados pela "crescente disseminação e influência do Islão político".

PUBLICIDADE

Um agente da polícia alemã de 29 anos morreu devido aos ferimentos sofridos durante um ataque com faca que deixou outras cinco pessoas feridas na praça central de Mannheim, informaram as autoridades no domingo.

O agente foi esfaqueado várias vezes na cabeça e no pescoço por um imigrante de 25 anos do Afeganistão e foi submetido a uma cirurgia de emergência após o ataque de sexta-feira, segundo as autoridades. Foi colocado em coma induzido, mas sucumbiu aos ferimentos no domingo.

O chanceler Olaf Scholz postou no X, antigo Twitter, que estava "profundamente triste" e que o "compromisso do agente com a segurança de todos nós merece o maior reconhecimento".

Duas dúzias de colegas do polícia prestaram homenagem ao camarada retirando os chapéus durante uma concentração no domingo, no local do ataque.

O suspeito foi baleado e ferido por outro agente; permanece hospitalizado e um juiz ordenou a sua detenção por suspeita de tentativa de homicídio. A polícia e o Ministério Público não indicaram o motivo do ataque, afirmando que o agressor não estava em condições de ser interrogado.

O ataque teve lugar durante um evento organizado pela Pax Europa, que se descreve como uma organização que informa o público sobre os perigos colocados pela "crescente propagação e influência do Islão político".

Michael Stürzenberger, um ativista anti-islamista de 59 anos que é uma das figuras de proa do grupo e que tem discursado nestes eventos, foi um dos feridos.

As outras vítimas foram quatro homens de 25, 36, 42 e 54 anos. O homem de 54 anos sofreu ferimentos graves e correu risco de vida, mas está agora fora de perigo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vários feridos em esfaqueamento em Mannheim, na Alemanha. Agressor foi neutralizado pela polícia

Maximilian Krah expulso: AfD nomeia novo chefe da delegação do Parlamento Europeu

Alemanha prepara-se para "todas as ameaças possíveis" durante o Euro 2024