EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Aramco admite privatizar parte do "upstream" e do "downstream"

Aramco admite privatizar parte do "upstream" e do "downstream"
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A empresa pública petrolífera da Arábia Saudita, a Aramco, está a estudar a privatização de parte do capital, admitindo abrir a companhia de alto e

PUBLICIDADE

A empresa pública petrolífera da Arábia Saudita, a Aramco, está a estudar a privatização de parte do capital, admitindo abrir a companhia de alto e baixo, mas de forma comedida.

De início, a maior produtora de petróleo do Mundo, com reservas de mais de 260 mil milhões de barris, admitiu estar a ponderar essa abertura ao público através de algumas subsidiárias de “downstream”, isto é, das operações de logística e distribuição.

[ Comunicado da Aramco de 8 de janeiro de 2016 ]

Entretanto, o presidente da Aramco admitiu ao Wall Street Journal, que a abertura poderá passar também pelo “upstream”, isto é, pelas operações de exploração e produção de petróleo.

A confirmar-se a entrada em bolsa — o que aconteceria primeiro a nível local, revelou Khalid al-Falih —, está na calha a primeira empresa cotada avaliada em um bilião de dólares — quase o dobro da atual mais valiosa, a Apple (540 mil milhões de dólares).

#SaudiAramco: Studying options to allow public participation in its equity.
https://t.co/x5aDknUzec

— aramco | أرامكو (@Saudi_Aramco) 8 janeiro 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O sentimento económico da Alemanha desce mais do que o esperado: A recuperação está em risco?

A reeleição de Trump poderá afetar a economia europeia em 150 mil milhões de euros

Portugal celebra as feras e os heróis míticos com uma moeda de Ulisses