EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Fiat Chrysler abre caminho à fusão do maior grupo editorial em Itália

Fiat Chrysler abre caminho à fusão do maior grupo editorial em Itália
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Está em curso a criação do maior grupo editorial em Itália. A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) assinou um memorando de entendimento com vista à fusão

PUBLICIDADE

Está em curso a criação do maior grupo editorial em Itália. A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) assinou um memorando de entendimento com vista à fusão da editora que detém, a Itedi e que integra entre outros o jornal “La Stampa”, com o Gruppo Editoriale L’Espresso, responsável, por exemplo, pelo diário “La Repubblica”.

[ O comunicado do Fiat Chrysler Automobiles ]

Jornais mais lidos em Itália

O Corriere della Sera, sediado em Milão, é o jornal mais vendido e lido em Itália, seguido pelo “La Repubblica, de Roma. O Quotidiano Nazionale, de Bolonha, é o terceiro com mais tiragem e o Il Sole 24 ORE, de milão, o terceiro mais lido, dominando por completo no setor digital da imprensa italiana. O desportivo Gazzetta dello Sport, de Milão, é o 4.° jornal mais lido e o La Stampa, de Turim, o 5.° com maior tiragem de Itália.

O resultado da fusão criará um grupo maior que o RCS Media Group, que publica o “Corriere della Sera” e a “Gazzetta dello Sport”. Atualmente a família Agnelli, que controla a FCA, detém quase 17 por cento do RCS, mas vai aliená-los, para permitir a fusão da Itedi com o L’Espresso. Os Agnelli detém uma participação de 77 por cento na Itedi. A empresa resultante da fusão deverá ser controlada pela CIR, detentora do grupo L’Espresso, com a FCA a ficar com 16 por cento e mais livre para se focar no setor automóvel.

Nasce il super-polo dell'editoria, tutto quello che c'è da sapere su #RepubblicaStampahttps://t.co/5MmZs712pIpic.twitter.com/3cISzcSdNc

— Agenzia ANSA (@Agenzia_Ansa) 3 de março de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diretora financeira da Huawei detida no Canadá

Guerra aberta entre Bombardier e Boeing

Ryanair cancela mais voos a partir de novembro