'Roaming' sofre corte de 75% antes de desaparecer da União Europeia no verão de 2017

'Roaming' sofre corte de 75% antes de desaparecer da União Europeia no verão de 2017
Direitos de autor 
De  Marco Lemos com reuters, afp
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

É já este sábado que os custos do 'roaming' na União Europeia caem significativamente. A partir de junho de 2017, o 'roaming' desaparece por completo na UE.

PUBLICIDADE

É já este sábado que os custos do ‘roaming’ na União Europeia caem significativamente.

Em média, o custo das chamadas no estrangeiro vai sofrer um corte de 75% para um máximo de 5 cêntimos por minuto nas chamadas efetuadas, 2 cêntimos nas mensagens enviadas e 5 cêntimos por megabyte de dados, valores a que será necessário somar o IVA. Alguns operadores já se tinham antecipado à decisão tomada por Bruxelas e praticam neste momento valores semelhantes aos que se tornam obrigatórios.

A partir de junho de 2017, o ‘roaming’ desaparece por completo do espaço comum da União e os consumidores passam a pagar o mesmo independentemente de qual dos 28 países em que se encontram.

A decisão foi tomada no verão de 2015 pela Comissão Europeia. A parte mais difícil da negociação com os operadores é a eliminação do custo extra dos serviços de dados, que se tornaram na parcela mais importante para os clientes que viajam com frequência e necessitam de acesso permanente à internet.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Qual é o nível de literacia financeira dos europeus? Não é alto - mas quem sabe mais?

Parlamento Europeu aprova novas regras orçamentais da UE face ao receio do regresso à austeridade

Europeus com baixos rendimentos enfrentam dificuldades com o custo da habitação