EasyJet tenta contornar "Brexit"

EasyJet tenta contornar "Brexit"
De  Patricia Cardoso com Reuters, AFP, ANSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Preocupada com o futuro, a EasyJet pediu um certificado de transporte aéreo num outro país da UE, mas não foi especificado qual.

PUBLICIDADE

Preocupada com o futuro, a EasyJet pediu um certificado de transporte aéreo num outro país da UE, mas não foi especificado qual.

A companhia aérea britânica de baixo custo procura manter-se no Céu Único Europeu e manter as atividades na Europa.

Le plan d' #easyJet pour contourner le #Brexit : https://t.co/kBNb9nJijGpic.twitter.com/qz3aCm8Znp

— Nicolas Raffin (@Nico_Raffin) 1 de julho de 2016

O mercado único do transporte aéreo permite a uma companhia de um país da UE operar em todos os Estados membros sem restrições. Mas as companhias aéreas britânicas podem perder o acesso devido à vitória do “Brexit”.

A companhia britânica reconhece ter iniciado as negociações com vários reguladores nacionais antes do referendo.

A EasyJet adianta, no entanto, que não pretende mudar a sede do aeroporto londrino de Luton, pelo menos até à conclusão das negociações entre Londres e Bruxelas.

RT #EasyJet demands EU flights certificate after #Brexit -Let's see what EU says! https://t.co/lnFa14V2×3pic.twitter.com/6GC22nVYEA

— Grahame Lucas (@GrahameLucas) 1 de julho de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diretora financeira da Huawei detida no Canadá

Guerra aberta entre Bombardier e Boeing

Ryanair cancela mais voos a partir de novembro