EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

OCDE corta previsões de crescimento para 2019 e 2020

OCDE corta previsões de crescimento para 2019 e 2020
Direitos de autor ERIC PIERMONT / AFP
Direitos de autor ERIC PIERMONT / AFP
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Para a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, o abrandamento da econommia chinesa vai afetar todo o mundo.

PUBLICIDADE

As guerras comerciais e o clima de incerteza causado pelo Brexit vão pesar na economia mundial, segundo a OCDE, que voltou a cortar as previsões de crescimento para este ano e para o próximo, um dia depois de a China, segunda maior economia mundial, ter anunciado um abrandamento.

Segundo a economista-chefe da Organização, a Europa é a zona do globo onde a travagem económica mais se faz sentir: "O crescimento económico está a abrandar e, na Europa, está a abrandar muito mais que o previsto e há vários riscos. Há menos crescimento na China, há tensões comerciais contínuas, há o Brexit e há os mercados financeiros. Mas nem tudo é mau", diz Laurence Boone.

O único dado que a OCDE apresenta como certo é o impacto do abrandamento económico chinês na redução do crescimento previsto a nível global: "Como sabem, a China tem sido o maior contribuinte para o crescimento global nos últimos 20 anos. Por isso, qualquer abalo importante vai afetar o resto do mundo", acrescenta Boone.

Que é como quem diz, quando a China espirra, a economia mundial constipa-se. A Europa continua a prosperar, mas um ritmo mais baixo. Na Alemanha, por exemplo, a previsão de crescimento do PIB deste ano foi cortada para metade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

OCDE anuncia projeções otimistas para 2021

BMW, Jaguar e Volkswagen criticadas por importarem peças e automóveis chineses proibidos

Microsoft compromete-se a investir 4,3 mil milhões de dólares em França