EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Indústria automóvel regressa ao ativo

Indústria automóvel regressa ao ativo
Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Medidas de confinamento afetaram mais de um milhão de empregos no setor e originaram quebra na produção superior a dois milhões de veículos

PUBLICIDADE

Pouco a pouco a Europa retoma a atividade económica e a indústria automóvel não é exceção. O grupo Renault já voltou ao ativo na Roménia e na próxima semana reabrirá a fábrica de Le Mans, em França.

A Ferrari lançou um programa de testes e rastreamento para os quatro mil funcionários da fábrica de Modena poderem voltar ao trabalho e a fábrica da Suzuki, na Hungria, irá abrir as portas parcialmente na próxima quarta-feira.

Entre as pioneiras está a Toyota, cuja fábrica francesa abriu parcialmente na terça-feira para poder produzir os 35 mil carros já vendidos.

O encerramento de fábricas automóveis afetou mais de um milhão de empregos na Europa, ou seja, mais de um terço do total de trabalhadores no setor. Em termos de produção, estima-se uma quebra superior aos dois milhões de veículos.

A indústria tenta recuperar o tempo perdido e para grandes males, grandes remédios. Em Espanha, a SEAT irá testar os 15 mil trabalhadores antes de retomar a atividade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

BMW, Jaguar e Volkswagen criticadas por importarem peças e automóveis chineses proibidos

Microsoft compromete-se a investir 4,3 mil milhões de dólares em França

Perspetivas económicas da OCDE: Crescimento global estável esperado para 2024 e 2025