EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Economia dos EUA com perdas históricas

Economia dos EUA com perdas históricas
Direitos de autor FREDERIC J. BROWN/AFP or licensors
Direitos de autor FREDERIC J. BROWN/AFP or licensors
De  Nara Madeira com AFP, AP
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Economia dos EUA com perdas históricas. Reserva Federal permite aumento da inflação para favorecer o emprego e economia em geral

PUBLICIDADE

Pode não ser a economia mundial mais afetada pela pandemia de Covid-19 ainda assim as previsões da administração dos EUA, em relação ao segundo trimestre de 2020, foram revistas em baixa. 

A economia do país encolheu a uma alarmante taxa anual de 31,7% entre abril a junho, a queda trimestral mais acentuada de que há registo.

O resultado da pandemia são empresas a encerrar em catadupa e milhões de empregos perdidos. A taxa de desemprego situa-se nos 10,2%. Cerca de 1 milhão de pessoas candidatam-se ao fundo de desemprego todas as semanas, e o valor que vão receber sofreu também um corte.

A Reserva Federal anunciou uma importante mudança na sua política, esta quinta-feira, dizendo-se disposta a permitir que a inflação aumente mais do que o previsto, para apoiar o mercado de trabalho e a economia em geral. O presidente do organismo, Jerome Powell, explicava que não acreditam ser possível manter um mercado de trabalho robusto sem um aumento da inflação.

Na prática, esta mudança significa que a Reserva Federal estará menos inclinada para aumentar as taxas de juro quando o desemprego diminuir, desde que a inflação não aumente. O banco central tende a acreditar que baixas taxas de desemprego levam a uma perigosa escalada na inflação, pelo que tomam medidas preventivas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Convenções dos partidos não convencem eleitores

Reserva Federal dos EUA sinaliza possível descida de taxas de juro

Reserva Federal dos EUA aumenta taxa de juro de referência