EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Reino Unido assina primeiro acordo pós-Brexit

Reino Unido assina primeiro acordo pós-Brexit
Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O acordo, que inclui setores como os têxteis ou as novas tecnologias, vai aumentar o comércio entre Londres e Japão em mais de 15 mil milhões de libras

PUBLICIDADE

O Reino Unido e o Japão assinaram, esta sexta-feira, em Tóquio, um acordo comercial semelhante ao que existe entre a União Europeia (UE) e o Japão e que deixará de valer para os britânicos a partir do próximo ano.

O acordo, que inclui setores como os têxteis ou as novas tecnologias, vai aumentar o comércio bilateral em mais de 15 mil milhões de libras.

Depois da assinatura, Elizabeth Truss, a ministra do Comércio Internacional do Reino Unido, afirmou que se trata de um “acordo inovador e acordado em tempo recorde" que contraria a ideia de que “um Reino Unido independente não será capaz de fazer um grande acordo comercial ou que levará anos a concluí-lo”.

Por seu lado, Toshimitsu Motegi, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, sublinhou que “este acordo concluído a um ritmo sem precedentes de apenas quatro meses e meio e após duras negociações mostra a forte vontade dos dois países de promoverem o comércio livre no futuro".

Relações Comerciais

O Japão é o 11º maior parceiro comercial do Reino Unido e o 4º maior entre os países que não pertencem à UE. Em 2019, o comércio entre os dois países representou mais de 33 mil milhões de euros.

Este acordo significa que quase todas as exportações do Reino Unido para o Japão serão isentas de direitos aduaneiros e que as tarifas britânicas sobre os automóveis japoneses serão eliminadas até 2026.

Londres já tinha sublinhado as vantagens do acordo e os “ganhos importantes e impossíveis enquanto estado membro da União Europeia”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"O tempo urge": União Europeia volta a apelar a um acordo para o Brexit

Bruxelas relança pontes com Londres

UE não aceitará acordo pós-Brexit a "qualquer preço"