OCDE apela a mais investimento na saúde mental

OCDE apela a mais investimento na saúde mental
Direitos de autor Ian Langsdon/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As doenças mentais afetam milhões de pessoas e os custos económicos são elevados, alerta o último relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

PUBLICIDADE

As doenças mentais afetam milhões de pessoas e os custos económicos são elevados, alerta o último relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico. A OCDE realça que os problemas nesta área se agravaram com a pandemia, que afetou o emprego, a vida social, a área da Educação, a prática de exercício e os serviços de Saúde.

Segundo o relatório, o impacto das doenças mentais no PIB europeu ronda os 4%, incluindo os custos diretos dos tratamentos. Mas mais de um terço estão relacionados com taxas de emprego mais baixas e produtividade reduzida.

Os autores do estudo defendem que "pelo menos uma parte" desses gastos poderia ser evitada. A OCDE apela aos países membros para aumentarem o investimento na saúde mental.

O relatório refere que a perceção da importância da saúde mental no contexto dos cuidados médicos em Portugal aumentou durante a pandemia de Covid-19.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quais são os melhores sistemas de saúde do mundo?

Localidades costeiras em Inglaterra a braços com crise de saúde

Diretor executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, confirma regresso após comentários sobre Israel