EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Jovens da Croácia otimistas em relação ao Euro

Adesão da Croácia ao Euro
Adesão da Croácia ao Euro Direitos de autor Darko Bandic/Copyright 2020 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Darko Bandic/Copyright 2020 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Entrada na moeda única sublinha diferença de gerações na Croácia

PUBLICIDADE

A Croácia vai entrar na Zona Euro, numa altura em que o Banco Central Europeu admite um cenário de recessão dentro do grupo. A maioria da população deste país do sudeste europeu continua favorável à adesão, que vai acontecer no primeiro dia de 2023. Os jovens têm expetativas positivas. Para as novas gerações, a moeda única trará mais oportunidades de emprego e facilitará as viagens.

Kažimir é estudante de Economia e diz que é “mais fácil para os jovens do que para as pessoas idosas da Croácia”. “Já usamos o euro em assuntos importantes: no preço dos carros, no preço dos apartamentos que tentamos arrendar ou comprar e no preço dos terrenos", destaca.

Leon é Estudante de Filosofia e diz que os seus pais não são tão otimistas em relação ao euro. Considera que é comum, na Croácia, “as pessoas mais velhas serem pessimistas”.

A entrada na moeda única sublinhou a diferença de gerações que existe na Croácia. O governo aprovou uma lei para aumentar as pensões e diminuir a desconfiança da geração mais velha em relação ao euro. Segundo os dados da Comissão Europeia, o défice e a dívida pública da Croácia são equilibrados. O salário médio é pouco mais de mil euros e a taxa de desemprego atinge entre os 6 e os 7% da mão-de-obra. As pensões são cerca de um terço do salário médio, e muitos dizem que o aumento anunciado não será suficiente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Estado da União": Croácia junta-se à família do euro

Portugal celebra as feras e os heróis míticos com uma moeda de Ulisses

O mundo está a ficar mais rico, mas quem é que está a beneficiar?