EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Porque é que a taxa de desemprego em Espanha está a aumentar e o que está a ser feito para a reduzir?

Manifestantes agitam bandeiras espanholas e de Navarra enquanto protestam contra a amnistia na praça Plaza del Castillo, em Pamplona, norte de Espanha, sábado, 18 de novembro de 2023.
Manifestantes agitam bandeiras espanholas e de Navarra enquanto protestam contra a amnistia na praça Plaza del Castillo, em Pamplona, norte de Espanha, sábado, 18 de novembro de 2023. Direitos de autor AP Photo/Alvaro Barrientos
Direitos de autor AP Photo/Alvaro Barrientos
De  Indrabati Lahiri
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

A abundância de contratos temporários, bem como a baixa produtividade, contribuíram para que os níveis de desemprego aumentassem no primeiro trimestre do ano.

PUBLICIDADE

O relatório do desemprego espanhol relativo ao primeiro trimestre (T1) de 2024 foi divulgado na manhã de sexta-feira e mostrou que subiu para 12.29% face aos 11.80% no 1º trimestre de 2023, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). Isso também foi mais do que as previsões dos analistas de 11.80%.

Este valor mais elevado surge no momento em que Espanha continua a lutar com um número significativo de contratos de trabalho temporários, devido ao seu maciço setor de turismo e hotelaria, bem como a uma produtividade cronicamente baixa.

Medidas de mercado de apoio à estabilidade do emprego em Espanha

Apesar de ter aumentado em relação ao trimestre anterior, o desemprego espanhol continua consideravelmente próximo dos níveis historicamente baixos, devido a uma série de medidas no mercado de trabalho que estão a ser tomadas para apoiar a estabilidade no emprego.

A instituição financeira holandesa ING afirmou recentemente: “Embora a taxa de desemprego em Espanha seja historicamente baixa, ainda é muito mais elevada do que noutros países da zona euro. Várias reformas - particularmente a reforma laboral de 2022 - reduziram com sucesso a prevalência de contratos temporários, reforçando a estabilidade do emprego e impactando positivamente as taxas de desemprego. Mas serão necessárias mais reformas nos próximos anos.

“Esperamos que a taxa de desemprego continue a pairar em torno destas taxas historicamente baixas em 2024. Nos primeiros meses deste ano, a desaceleração da criação de emprego e o crescimento da força de trabalho devido aos fortes fluxos de imigração podem colocar alguma pressão ascendente sobre a taxa de desemprego.”

O ING também observou, no entanto, que a aceleração do crescimento económico irá manter o mercado de trabalho apertado. “Para todo o ano de 2024, prevemos uma taxa média de desemprego de 11,6%. Em 2025. Esperamos que a taxa de desemprego desça lentamente para 11,2%.”

O relatório de vendas no retalho homólogo da Espanha, de março de 2024, também foi divulgado na sexta-feira, registando-se em 0.6%, o que foi um passo bastante abaixo dos 1,8% de fevereiro. No entanto, foi ainda o décimo sexto mês consecutivo em que o setor do retalho espanhol registou crescimento. Em termos mensais, as vendas a retalho caíram 0,5% em março.

Trabalhadores estrangeiros podem estar a impulsionar mercado de trabalho de Espanha

Embora Espanha tenha uma das taxas de desemprego mais elevadas da Europa, continua a ser vista como um destino de trabalho muito atrativo para trabalhadores estrangeiros, especialmente os da América Latina, por várias razões.

A linguagem comum é um dos motivos mais importantes, porque ajuda os trabalhadores a integrarem-se com a cultura local e a encontrar oportunidades mais bem remuneradas.

Do mesmo modo, a economia espanhola também beneficia destes trabalhadores migrantes, porque eles são muitas vezes altamente qualificados, mas incapazes de encontrar empregos adequados nos seus países de origem devido a questões económicas e políticas abrangentes.

O setor da hotelaria e tecnologia de Espanha viu um impulso particular deste fenómeno, à semelhança dos ganhos económicos verificados pelos EUA nas últimas décadas de aumento da imigração qualificada.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

11 momentos que definiram o mandato 2019-2024 do Parlamento Europeu

O que está em alta e o que não está para as viagens e o turismo este ano?

Comissário europeu para a Economia sem arrependimentos apesar da reação negativa ao Pacto Ecológico