Cartas de amor de Marilyn Monroe vão a leilão

Cartas de amor de Marilyn Monroe vão a leilão
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

Cartas de amor, quem as não tem! Os pedaços de amor que Joe DiMaggio e Arthur Miller endereçaram a Marilyn Monroe vão ser leiloados nos dias 5 e 6 de dezembro, em Beverly Hills. Entre as três centenas de objetos da pin-up americana em licitação contam-se inúmeras cartas de amor assinadas pelo dramaturgo Arthur Miller, o terceiro marido de Marilyn Monroe. Espera-se que os textos sejam arrematados por um valor superior a um milhão de dólares.

Martin Nolan, Julien’s Auctions:

“São mais de 200 objetos incríveis, cartas incríveis, cartas de amor maravilhosas de Arthur Miller, de Joe DiMaggio, e até uma carta manuscrita de Marilyn.”

A vedeta do beisebol, Joe DiMaggio, amou Marilyn profundamente. No funeral da atriz desfez-se em lágrimas e, durante 20 anos, manteve sempre frescas as flores do seu túmulo. Nas cartas que escreveu, DiMaggio revela a dor que sentiu quando o casamento com Marilyn Monroe chegou ao fim.

Martin Nolan, Julien’s Auctions:

“Joe DiMaggio está em São Francisco, em casa de um amigo a ver televisão, quando a Marilyn surge no pequeno ecrã, em frente à sua casa, à casa dela, e anuncia que se está a divorciar de Joe DiMaggio. Ele fica bastante zangado com a notícia mas também fica perturbado por a ver em lágrimas. Ele gostava dela profundamente. Não era um escritor dotado mas escreveu uma carta sincera e maravilhosa.(…) Penso que o que se lê de imediato é que Marilyn foi amada verdadeiramente. Quando lemos as cartas de Arthur Miller, e o Arthur Miller era um escritor consagrado, mas as suas cartas de amor eram muito descritivas e muito detalhadas. Ele estava muito, mas muito apaixonado pela Marilyn.”

No espólio que vai ser leiloado encontram-se igualmente cartas de amigos como Clark Gable, Cary Grant ou Jane Russell. Os mais curiosos vão ficar, no entanto, desapontados. Nenhum lote do leilão evoca a alegada paixão com o presidente John Fitzgerald Kennedy. O mistério permanece no ar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estilista saudita Reem al Kanhal reinventa vestidos árabes tradicionais

Banda sonora da Guerra das Estrelas em 3D

Novas séries de televisão apresentadas no Festival de Monte Carlo