EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos" é o presente de Natal de Peter Jackson

"O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos" é o presente de Natal de Peter Jackson
Direitos de autor 
De  Euronews com Reuters/APTN
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A 18 de dezembro chega, às salas de cinema portuguesas, o último filme de “Hobbit” que Peter Jackson transformou em trilogia. “O Hobbit: A Batalha

PUBLICIDADE

A 18 de dezembro chega, às salas de cinema portuguesas, o último filme de “Hobbit” que Peter Jackson transformou em trilogia.

“O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos”, baseado na obra de Tolkien, relata o fim da história que dá origem ao livro escrito por Bilbo Baggins no início do Senhor dos Anéis. Ele também um dos heróis desta história.

Para o realizador foi uma longa jornada:

“Umas férias. Não sei. Vou finalizar a versão longa e, pela primeira vez em 15 anos, posso sentar-me e descansar durante um tempo, numa praia nas Fiji, muito bom, muito bom”, desabafa Peter Jackson.

No filme continuamos a seguir o longo caminho de Bilbo e voltamos a ver as cenas de guerra, criadas por Tolkien e trazidas para o cinema por tecnologias nas quais o autor jamais poderia ter pensado. Os cenários reais gravados, como sempre, na Nova Zelândia, terra Natal de Jackson.

Para Martin Freeman, ator que dá vida a Bilbo, o “Hobbit”, apesar de ser apenas um livro, acabou por funcionar bem enquanto trilogia e o trabalho fluiu de uma forma natural:

“Sentimos a pressão que colocamos em nós próprios em qualquer trabalho que fazemos, porque queremos ser bons. Queremos sempre fazer um bom trabalho, mas o que foi bom em gravar na Nova Zelândia foi que não senti nenhuma pressão externa, em nada, em relação a este personagem.”

Para Ian McKellen, que interpreta Gandalf nos seis filmes, isto não é o fim:

“Antes destas pessoas nascerem estávamos a fazer o “Senhor dos Anéis” e isso é um bom sinal. Porque agora, os filhos deles vão ver o filme. Não é o fim. Os filmes vão continuar e continuar e vão ser vistos vezes sem conta.”

“O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos” é o encerrar de mais um ciclo para Peter Jackson, o realizador que abraçou a dura tarefa de transcrever em imagens a obra de um dos nomes maiores do fantástico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon