EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

"O filho de Saul": um filme que nos faz sentir a tragédia e o desespero de uma forma poderosa

"O filho de Saul": um filme que nos faz sentir a tragédia e o desespero de uma forma poderosa
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

“O filho de Saul” do realizador húngaro Lazslo Nemez causou sensação no último festival de Cannes e venceu o prémio especial do júri. A personagem

PUBLICIDADE

“O filho de Saul” do realizador húngaro Lazslo Nemez causou sensação no último festival de Cannes e venceu o prémio especial do júri.

A personagem principal, Saul, está internada em Auschwitz há várias semanas. Só escapou à morte porque faz parte dos Sonderkommando e trabalha para os nazis na limpeza dos fornos crematórios. Um dia crê reconhecer o cadáver do filho. A partir daí, o que lhe resta de humanidade e vontade vai ser dedicado a procurar uma sepultura digna para o filho.

A primeira longa-metragem do realizador é uma proeza, no limite do suportável, porque mais do que mostrá-lo o filme sugere o horror.

É muito raro ver um filme que nos faz sentir a tragédia e o desespero de uma forma tão poderosa até ao desfecho final.

A estreia em Portugal está prevista para 25 de fevereiro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon