EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

"Qu’est qu’on attend ?": uma aldeia em transição para a autonomia energética e alimentar

"Qu’est qu’on attend ?": uma aldeia em transição para a autonomia energética e alimentar
Direitos de autor 
De  Elza GONCALVES
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Quantas vezes já ouviu, ao propor algo novo, “isso não é possível, isso é uma utopia”?

PUBLICIDADE

Quantas vezes já ouviu, ao propor algo novo, “isso não é possível, isso é uma utopia”? A junta de freguesia da aldeia de Ungersheim, em França, ouviu muitas vezes esse comentário, mas isso não a impediu de seguir em frente.

O documentário francês “Qu’est qu’on attend”, em português: “Estamos à espera de quê?” mostra-nos o dia-a-dia de uma aldeia em transição para a autonomia energética e alimentar.

No início dos anos 2000, o presidente da junta de freguesia da aldeia de Ungersheim, na Alsácia, em França estabeleceu uma lista de 21 objetivos. Uma das prioridades foi a criação de uma quinta, para produzir alimentos sem pesticidas para abastecer a população e a cantina da escola. O projeto permitiu dar trabalho a pessoas desempregadas.

Este documentário militante de Marie-Monique Robin mostra-nos que o segredo das chamadas aldeias em transição é a solidariedade. Muitos dos habitantes entrevistados afirmam que se sentem mais felizes, mais motivados e menos sozinhos.

Outro dos projetos ambiciosos da aldeia foi a construção de uma central de produção de eletricidade a partir de painéis fotovoltaicos para reduzir a dependência do petróleo.

Neste filme, não há heróis sobredotados, nem uma visão idealista da sociedade, apenas pessoas que decidiram assumir o seu destino. “Qu’est qu’on attend ?” é, por isso, uma lufada de ar fresco.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon