EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Toni Erdmann" conquista Academia de Cinema Europeu

"Toni Erdmann" conquista Academia de Cinema Europeu
Direitos de autor 
De  Elza GONCALVES
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A longa-metragem “Toni Erdmann” é uma critica feroz do capitalismo mundial e do mundo do trabalho.

PUBLICIDADE

A longa-metragem “Toni Erdmann” é uma critica feroz do capitalismo mundial e do mundo do trabalho. A obra da realizadora Maren Ade foi a grande vencedora, este ano, dos prémios do cinema europeu.

Ines trabalha como consultora financeira numa empresa alemã sediada em Bucareste. É obcecada pelo trabalho e está constantemente sob pressão da direção. Um dia, o pai da protagonista decide visitá-la e insiste em segui-la por todo lado para a ajudar a encontrar o sentido da vida.
Para conseguir o seu objetivo, o progenitor decide vestir a pele de uma personagem a que dá o nome de Toni Erdmann.

O filme alemão arrecadou cinco galardões, incluindo o de melhor filme, melhor realizador e melhor argumento. Pela primeira vez, o prémio da Academia de Cinema Europeu é atribuído a uma longa-metragem realizada por uma mulher.

A realizadora mostra o impacto dos valores do mundo do trabalho, como a otimização dos recursos e competição permanente, na vida familiar, amorosa e sexual das pessoas. Apesar do registo burlesco, Toni Erdmann é sobretudo uma obra sobre a angústia existencial e uma reflexão sobre o sentido da vida.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon