EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Courrèges e Lanvin com os alfinetes postos no futuro

 Courrèges e Lanvin com os alfinetes postos no futuro
Direitos de autor 
De  Patricia Tavares
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Todos os holofotes do mundo da moda estão apontados para a cidade luz. A semana da Moda de Paris continua em grande estilo e no terceiro dia viu desfilar duas marcas repletas de história. A Courrèges e a Lanvin regressam em força à passerelle.

PUBLICIDADE

O terceiro dia da Semana da Moda de Paris viu desfilar marcas históricas, mas com os alfinetes postos na vanguarda. A Courrèges escolheu o Espaço Oscar Niemeyer para apresentar a coleção outono/inverno 2019/20 e deixar uma pegada futurista.

A estilista Yolanda Zobel pegou numa paleta monocromática e apostou também num vestuário mais ecléctico e estampados com geometria abstracta.

Foi o regresso da Lanvin em força, na semana da moda parisiense. Uma das casas de moda mais antigas, criada em 1889 por Jeanne Lanvin, entrou em queda livre depois de uma crise interna que levou à saída de Alber Elbaz das rédeas criativas da marca.

Esta temporada Bruno Sialelli - antigo designer da Loewe - assumiu os comandos e parece ter substituído o antigo estilista à altura. A coleção da Lanvin apresentada na Semana de Moda de Paris surpreendeu os críticos com um ar fresco e promissor.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As propostas para o frio da Semana da Moda de Paris

A Gamesummit 2024 prevê competições emocionantes, espetáculos e debates interessantes sobre jogos

"Tudo no Classic Violin Olympus é único!": uma entrevista com Pavel Vernikov