EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"Maupal" passa das ruas para as galerias

"Maupal" passa das ruas para as galerias
Direitos de autor 
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pintou o Papa Francisco como um super-herói perto do Vaticano e transformou-se em super artista. Maupal expõe em Roma.

PUBLICIDADE

Pintou o Papa Francisco como um super-herói perto do Vaticano em 2014 e transformou-se em super artista. O mural foi partilhado pelo departamento de comunicação do Vaticano; tornou-se viral na internet e deu-lhe a possibilidade de conhecer o Papa em pessoa.

Mauro Pallotta, mais conhecido como "Maupal", é um dos artistas de rua mais conhecidos de Itália, mas agora passa das ruas para uma galeria no centro de Roma, com uma exposição "Sem Fronteiras": "se a arte de rua é feita na rua, a mensagem é pública e acessível a todos. Quando o artista decide apresentar a mesma obra de arte numa galeria ou num museu, não acho mal... porque os artistas têm de sobreviver, caso contrário só as pessoas ricas é que podem fazer arte", diz Mauro Pallotta.

O artista já deixou marca em cidades de toda a Europa, com obras satíricas que também retratam o mundo político. Quando estas obras surgem inesperadamente nas ruas de Itália são rapidamente removidas.

"Há algo que não consigo entender: há um tipo de censura em Itália que não existe noutros países europeus. Muitas vezes faço sátira e considero a sátira como algo leve que reflete questões pesadas, mas em Itália a sátira é leve, mas a abater", acrescenta "Maupal".

O trabalho de "Maupal" pode ser visto numa exposição coletiva chamada NO BORDERS - "Sem Fronteiras" - na galeria Piazza di Spagna, em Roma, até 31 de outubro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Art Paris 2024: a cena artística francesa no centro das atenções, com jovens talentos em destaque

Andrey Gugnin recebe o primeiro prémio de 150.000€ no Concurso Internacional de Piano Clássico 2024

Festival Balkan Trafik! dá destaque à Moldova e às suas minorias