EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Celebridades juntam-se aos movimentos antirracistas

Celebridades juntam-se aos movimentos antirracistas
Direitos de autor © AP Photo
Direitos de autor © AP Photo
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Morte de George Floyd relança movimento "Black Lives Matter".

PUBLICIDADE

A morte de George Floyd nas mãos da polícia uniu celebridades de todo o mundo em torno de movimentos antirracistas. O ator e ativista Jamie Foxx está em digressão pelos Estados Unidos e participa em protestos pacíficos contra a violência policial.

Tem que haver um impedimento. Se um homem pode ser algemado e outro homem colocar-lhe o joelho no pescoço durante muito tempo e se sente confortável com isso, isso significa que não tem medo do que vai acontecer. Isto tem de mudar. Têm que se preocupar se podem ser presos por causa disso. Têm que nos respeitar. Espero que mantenhamos a pressão sobre a polícia. Para que saibam que estamos aqui em solidariedade. Somos pacíficos, mas somos determinados. Somos determinados.
Jamie Foxx
Ator e Ativista

Celebridades de todo o mundo usam as redes sociais com ferramenta para denunciar a brutalidade policial e lançam o debate na internet em torno da hashtag #JusticeForFloyd.

Lady Gaga demonstrou solidariedade para com a família de George Floyd e para com as pessoas de Minneapolis, dizendo que as regras também devem ser aplicadas aos agentes da polícia, porque também são cidadãos.

A atriz Viola Davis relembrou a longa história da segregação racial nos Estados Unidos dizendo que o assassinato de GeorgeFloyd foi apenas a ponta do iceberg.

Celine Dion fala em injustiça e diz que não ser racista não é suficiente que devemos ser antirracistas. Uma visão da injustiça partilhada pelo ator frances Omar Sy. Que relembra que as injustiças são uma ameaça à justiça de todos.

Numa altura em que as manifestações se multiplicam, várias estações de televisão norte-americanas mostram apoio ao movimento "Black Lives Matter". Transmitiram um vídeo com a mesma duração do tempo que o agente Derek Chauvin, colocou o joelho no pescoço de George Floyd, impedindo-o de respirar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O distrito cultural que transforma o espaço artístico de Abu Dhabi

A Gamesummit 2024 prevê competições emocionantes, espetáculos e debates interessantes sobre jogos

"Tudo no Classic Violin Olympus é único!": uma entrevista com Pavel Vernikov