EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Festival de Málaga: Cinema em tempos de Covid

Festival de Málaga: Cinema em tempos de Covid
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A realização deste festival é vista como um ensaio-geral para outros que se vão realizar na Europa, como Veneza e San Sebastián.

PUBLICIDADE

Em Málaga, abriu o primeiro grande festival de cinema a acontecer em Espanha depois do confinamento ditado pela Covid-19. Originalmente planeada para março, a vigésima terceira edição do festival abriu agora com regras adaptadas à situação. Por exemplo, o tradicional desfile das estrelas pela passadeira vermelha, que costumava ser um evento público, foi substituído por um photocall só para a imprensa.

Diz a atriz Carolina Yuste: "Isto é muito estranho, mas tem de ser, porque temos de ser responsáveis. Ainda bem que não se perdeu o festival deste ano, porque é um importante impulso para que as pessoas vão ao cinema e para que fiquem informadas sobre os filmes que há para ver".

Álvaro Cervantes, ator e membro do júri, acredita também que é importante que o festival se realize: "Há que continuar com a vida cultural, festivais e protocolos. Este festival é importante para dar ao cinema e à cultura em geral o empurrão de que precisam, mostrar que são atividades seguras e com isso incitar outros festivais a retomarem".

A realização do festival de Málaga é vista como um ensaio-geral para outros festivais que se vão realizar na Europa, como Veneza e San Sebastián, que terão também de se adaptar à nova realidade. O programa teve de ser reduzido, das 201 longas-metragens inicialmente planeadas para 152.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon